Central de Atendimento:

11 3346-2766

A VOZ DO TRABALHADOR

ENTREGAR A NOSSA ENERGIA É ENTREGAR A NOSSA BANDEIRA!

Nossa luta pelo setor energético nacional é a defesa em prol do desenvolvimento do Brasil. A FENATEMA (Federação Nacional dos Trabalhadores em Energia, Água e Meio Ambiente) e os sindicatos filiados são contra o desemprego, contra o aumento da conta de luz e contra os apagões, situações sombrias que estão na lista dos estragos causados pela possível venda da Eletrobras e outras empresas públicas de energia, no projeto nefasto que vem sendo capitaneado pelo presidente Michel Temer (PMDB) e por seu menino dos olhos, Fernando Coelho (PSB-PE), atual Ministro de Minas e Energia do governo federal.

 

Energia é bem essencial e público, que jamais deveria ser negociado como qualquer mercadoria. Enquanto muitos gringos ainda queimam carvão para acender uma lâmpada dentro de casa, a gangue do presidente Michel Temer quer ensiná-los a controlar as maiores usinas hidrelétricas do planeta, que pertencem ao povo brasileiro, e, de lambuja, entregar o circuito das águas do país, afetando, diretamente, a soberania nacional. Precisamos lembrar que as empresas que estão adquirindo nossas estatais são estatais estrangeiras.

 

O sistema Eletrobras é um dos grupos mais valiosos do mundo, que controla a geração de eletricidade em quase todo o Brasil: de Itaipu à Amazônia, do rio São Francisco no nordeste ao interior das Minas Gerais, das usinas nucleares em Angra dos Reis aos parques eólicos na fronteira com o Uruguai. Como o sistema de energia no Brasil é interligado, um defeito no Sul pode apagar o Norte; no Oeste, pode apagar o Leste, ou até todo o país.

 

A privatização das empresas públicas de energia representa um risco enorme para a segurança pública e para a soberania nacional!

Eduardo Annunciato “Chicão”
Presidente do Sindicato dos Eletricitários de São Paulo e da FENATEMA (Federação Nacional dos Trabalhadores em Energia, Água e Meio Ambiente)